Descubra por quanto tempo as drogas ilícitas permanecem no seu corpo

Exames toxicológicos são solicitados geralmente para atletas, oficiais de Justiça e pessoas que precisem comprovar, por algum motivo, que não usam drogas. Esses exames têm o poder de desmentir um testemunho simplesmente porque muitas drogas podem ser diagnosticadas por meio da urina, do cabelo e do sangue de uma pessoa.

Por mais que o efeito da droga já tenha passado, o corpo humano leva bem mais tempo para se livrar das substâncias que foram ingeridas. A absorção das drogas pela corrente sanguínea pode ocorrer por meio dos pulmões, do trato digestivo e também pelo uso de seringas.

Para se livrar do que foi para dentro, o corpo precisa passar por processos de limpeza, então os vestígios da droga ingerida são eliminados por meio de fezes, xixi e suor. O que torna esse processo demorado é o fato de que essas moléculas precisam ser metabolizadas e solúveis em água.

Como?

Quem lida com esse setor é o pobre coitado do fígado, por conter enzimas importantes para facilitar o processo. Uma vez que a metabolização ocorra, as moléculas não polares da droga, que são essas que não se diluem em água, acabam se tornando negativas e são ionizadas, de forma que acabam deixando o fígado em paz.

Uma vez que essas substâncias tenham finalmente sido diluídas em água, elas voltam para a corrente sanguínea e vão para os rins, que filtram o sangue e jogam o que não presta na urina, e é por isso que é possível descobrir, por exames de urina e sangue, se uma pessoa usou drogas – só que esse processo todo pode levar um tempinho.

O que acontece é que algumas drogas passam por esse processo mais rapidamente do que outras, e essa variação tem a ver com o tipo de ação dela no corpo e com a concentração dela também.

Em números

A maconha, por exemplo, pode ser detectada em até 30 dias pela urina, em até 90 dias pelo cabelo e em duas semanas pelo sangue. A cocaína pode estar presente por até quatro dias na urina, 90 dias no cabelo e até dois dias no sangue. A heroína fica até quatro dias na urina, 90 dias no cabelo e 12 horas no sangue.

O LSD fica até três dias na urina, até três dias no cabelo e menos do que cinco horas no sangue. O MDMA permanece no xixi por até quatro dias, 90 dias no cabeço e até dois dias no sangue. A metanfetamina é detectável em até seis dias pela urina, 90 dias pelo cabelo e três dias pelo sangue.

Esses dados, é claro, são uma média. O tempo varia de pessoa para pessoa, já que temos metabolismos diferentes. Tem muito espertinho que acredita que beber bastante água ajuda a acelerar esse processo, mas a verdade é que os exames medem a hidratação sanguínea e conseguem ser precisos mesmo assim.

Esses testes de toxicologia ainda são controversos, no entanto – no caso da maconha, por exemplo, uma pesquisa sugeriu que uma pessoa que não fuma pode ter teste positivo se tiver o cabelo analisado após estar em um ambiente com pessoas que fumam. 


Últimas notícias