Carlito Carvalhosa apresenta sua segunda individual na Galeria Nara Roesler em São Paulo

  São Paulo – No sábado (25/11) simultaneamente à mostra do Julio Le Parc, a Galeria Nara Roesler traz a segunda individual de Carlito Carvalhosa em seu espaço paulistano, com curadoria de Maria do Carmo M. P. de Pontes. São trabalhos produzidos em diferentes momentos da sua trajetória artística, a partir do início dos anos 1990 em diante.

A sala principal da exposição abriga uma instalação inédita de grandes proporções, composta por tecidos brancos, cordas e lâmpadas fluorescentes tubulares, note-se, elementos recorrentes em seu vocabulário. Ao contrário de algumas de suas obras em tecido, como, por exemplo, A Soma dos Dias (2010) – aqui o material não se estende até o chão, mas encontra–se amarrado, formando figuras que se assemelham a montanhas invertidas.

Tal formato, por sua vez, é reminiscente de outras de suas obras, a exemplo de Já estava assim quando cheguei (2006), uma monumental escultura em gesso que espelha as curvas do Pão de Açúcar. Essa vontade metalinguística de revisitar a própria obra, somada a noções de trompe l’oeil e uma abordagem não-linear do tempo, norteiam a mostra.

Fotos Divulgação

Carlito Carvalhosa

Carlito Carvalhosa

 


Últimas notícias